Xanana vence em Timor-Leste

Em Timor-Leste, o CNRT de Xanana Gusmão venceu as eleições legislativas, mas não conquistou a maioria dos lugares no parlamento. O Governo deverá ser agora feito a partir de uma coligação.

Xanana vence em Timor

Joana Tadeu, RTP

08 Jul, 2012, 15:17 / atualizado em 08 Jul, 2012, 15:29


O Conselho Nacional de Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), o partido de Xanana Gusmão, venceu sem maioria as legislativas de sábado com 36,66 por cento dos votos, conseguindo obter 30 dos 65 lugares no parlamento timorense. O secretário-geral do CNRT, Dionísio Babo, informou os jornalistas de que poderá haver uma coligação governamental, sem precisar pormenores, depois de Xanana Gusmão ter dito ontem que afastava a hipótese. Hoje, o secretário-geral da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), Mari Alkatiri, disse que ninguém vai conseguir formar governo sozinho e que o seu partido está pronto para se coligar com quem quer que seja.

Depois de contados os votos das eleições legislativas de sábado pelo Secretariado Técnico da Administração Eleitoral, cujos resultados serão oficialmente confirmados nos próximos dias, o Conselho Nacional de Reconstrução de Timor-Leste (CNRT) saiu vencedor, sem maioria, com 36,66 por cento dos votos, conseguindo obter 30 dos 65 lugares no parlamento timorense, a três da maioria absoluta.

O primeiro presidente da República de Timor-Leste, atual primeiro-ministro do país e herói da revolução, Xanana Gusmão, verá o mandato renovado nos próximos dias e, segundo o que o seu secretário-geral, Dionísio Babo, disse à agência Lusa, prepara-se para uma coligação governamental.

Resultados provisórios

CNRT: 36,66 por cento, 30 deputados

Fretilin: 29,87 por cento, 25 deputados

PD: 10,31 por cento, 8 deputados

Frente Mudança: 3,11 por cento, 2 deputados

Total: 65 lugares no Parlamento, divididos por 4 partidos.


Em segundo lugar, com 29,87 por cento dos votos, fica a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) de Mari Alkatiri, com 25 assentos parlamentares, seguida do Partido Democrático, liderado por Fernando ‘La Sama’ de Araújo, que obteve 10,31 por cento dos votos e oito cadeiras no Parlamento, e a Frente Mudança, liderada por José Luís Guterres, atual vice-primeiro-ministro, com 3,11 por cento dos votos e dois representantes eleitos.


http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=568829&tm=7&layout=121&visual=49

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: