Timor: Desmobilizados 236 elementos das FALINTIL

Díli, 20 ago (Lusa) – Mais de 200 antigos elementos das Forças Armadas da Independência e Libertação de Timor-Leste foram hoje desmobilizados numa cerimónia que decorreu no Palácio do Governo, em Díli.
Entre os 236 elementos a desmobilizar encontravam-se o actual primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, o chefe das Forças Armadas, Taur Matan Ruak, e o presidente do principal partido da oposição (FRETILIN), Francisco Lu Olo Guterres.
No discurso de encerramento da cerimónia, o presidente do país, Ramos Horta, destacou que a “busca de paz e diálogo” pela resistência acabou por vencer.
“O tempo provou que Xanana Gusmão também estava certo. A busca de paz e diálogo pela resistência timorense acabou por vencer e as Forças de Defesa de Timor-Leste são por isso as herdeiras da tradição pacífica do nosso povo e as suas missões são missões de defesa da paz e da soberania nacional”, afirmou o chefe de Estado timorense.
O presidente Ramos Horta salientou também o apoio dos parceiros da cooperação no plano da modernização e desenvolvimento das forças armadas do país.
“Há pouco tempo tive a satisfação de me despedir dos militares que vão contribuir para as missões da ONU no Líbano, integrados no contingente de engenharia militar portuguesa”, disse.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: