As convicções ‘democráticas’ de Mari A.

“Díli – O secretário-geral da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (FRETILIN), Mari Alkatiri, afirmou que o seu partido irá alterar o sistema governamental, caso vença as eleições legislativas do próximo ano.

Durante a sua campanha em Manatuto, este sábado, 30 de Julho, Mari Alkatiri afirmou aos seus seguidores que o actual Governo não dispõe de um bom sistema governamental. O secretário-geral da FRETILIN é de opinião que o Governo que liderou anteriormente deixou um bom sistema mas o actual Chefe de Estado, Xanana Gusmão, removeu-o.

Imagem daqui

Mari Alkatiri é o único candidato a concorrer às eleições directas de 20 de Agosto para secretário-geral do FRETILIN. Durante a campanha, referiu que os militantes apenas o querem a si ou a Francisco Guterres na liderança da FRETILIN, uma vez que são os únicos que não querem tornar a dividir o partido. Mari Alkatiri afirmou ainda que não é favorável que a liderança seja escolhida pelos próprios líderes, em congresso.

«A liderança deve ter legitimidade para enfrentar desafios. A democracia não necessita de muitos candidatos. O processo mostrará o que é e o que não é democracia», afirmou Mari Alkatiri. (…)” (Jornal Digital)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: