Timor-Leste apresenta o seu Plano Estratégico de Desenvolvimento Nacional (PED) até 2030! Parabéns!

Díli, 04 jul (Lusa) — O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, vai apresentar aos parceiros de desenvolvimento o Plano Estratégico de Desenvolvimento Nacional (PED), que define estratégias integradas nos vários setores até 2030.

A versão final do documento foi aprovada na última reunião do Conselho de Ministros, uma “maratona” que se prolongou pela madrugada de hoje, e reúne em cerca de 200 páginas os planos estratégicos setoriais elaborados pelos diferentes ministérios, para curto, médio e longo prazo, e o resultado de cerca de 70 consultas comunitárias realizadas desde abril de 2010.

“O plano foi desenvolvido para inspirar mudanças, apoiar ações coletivas ousadas e pensar num futuro melhor”, refere uma nota do Conselho de Ministros.

Vontade política, potencial económico, integração nacional e população dinâmica são os atributos com que o Governo conta para a transformação de Timor-Leste, até 2030, “de um país de baixos rendimentos para um país com rendimentos médio-altos, com uma população saudável, instruída e segura”, mediante as estratégias e ações estabelecidas no PED.

O plano é um pacote integrado de políticas estratégicas a serem implementadas a curto prazo (um a cinco anos), a médio prazo (cinco a dez anos) e a longo prazo (dez a vinte anos).

Segundo o Governo, o plano está alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio das Nações Unidas, mas é mais do que um conjunto de metas porque pretende estabelecer uma orientação que possibilite um desenvolvimento inclusivo, sustentável e a longo prazo em Timor-Leste.

O Plano visa “desenvolver infraestruturas fundamentais, recursos humanos e o fortalecimento da sociedade, bem como o crescimento do emprego no setor privado e nos setores industriais estratégicos, tais como a agricultura, o turismo em crescimento e indústrias a jusante no setor do petróleo e do gás”.

O documento fornece um quadro para a identificação e avaliação de prioridades e um guia para a implementação de estratégias e ações recomendadas, estando dividido em três partes: capital social, infraestruturas e desenvolvimento económico.

O lançamento do PED será feito formalmente em Díli, durante a Reunião dos Parceiros de Desenvolvimento de Timor-Leste (RPDTL), que vai decorrer no Centro de Convenções, entre os dias 11 e 13 de julho.

MSO.
Lusa/Fim via Sapo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: