19 anos depois relembrar o 12 Novembro 1991

Casimiro, Levi e Joaquim / Coimbra / foto DR

Clique na imagem para ver o video daqui


Abraço forte!

“O princípio do fim da ocupação indonésia de Timor-Leste começou há 19 anos, no cemitério de Santa Cruz, em Dili.

Uma manifestação pacífica com centenas de apoiantes da autodeterminação do povo maubere foi violentamente reprimida pelos soldados de Jacarta.



Mais de 270 pessoas – o número exacto não é conhecido – foram mortas pelas balas indonésias no cemitério de Santa Cruz. Muitas mais tinham perdido a vida em ataques idênticos no passado, mas desta vez as imagens captadas por jornalistas estrangeiros, como o britânico Max Stahl, levaram o drama do povo timorense ao resto do mundo.



Em declarações à Renascença, o então chefe da Frente Clandestina da resistência e actual embaixador de Timor-Leste em Washington, Constâncio Pinto, recorda os acontecimentos de 12 de Novembro de 1991 e reconhece que foram um ponto de viragem.


Imagem, daqui


“Foi um massacre que alertou o mundo na altura, porque a sensibilidade internacional era muito pouca em relação a Timor. Infelizmente, foi preciso um massacre para acordar a comunidade internacional e o massacre de Santa Cruz não foi o único, houve muitos massacres antes de Santa Cruz e que ninguém viu, ninguém filmou. Santa Cruz foi apenas um massacre que foi gravado e enviado para o exterior”, sublinha Constâncio Pinto.



Editado por Ricardo Vieira
Fonte: Rádio Renascença

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: