GNR desactivou mais de 400 engenhos explosivos abandonados em Timor-Leste

Foto: European Pressphoto Agency

Lisboa, 20 Jan (Lusa) – O Subagrupamento Bravo da Guarda Nacional Republicana (GNR) destacado em Timor-leste desactivou mais de 400 engenhos explosivos desde o início da missão naquele território, disse hoje à agência Lusa fonte da Unidade de Intervenção.

O capitão Marco Cruz explicou à Agência Lusa que existem vários tipos de munições abandonadas e não detonadas naquele país, como “granadas de mão e de morteiro, projécteis de artilharia, ‘rockets’ e bombas de aviação”, em diversos locais de acesso livre à população local.

Em termos de material explosivo detectado e destruído pelos militares da GNR, só “no ano passado foram efectuadas mais de duas centenas de operações” para desactivar material abandonado desde o conflito armado naquele território, trabalho já reconhecido publicamente pelas Nações Unidas, reforçou Marco Cruz.

De Mário Caetano
© 2010 LUSA – Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: