Xanana Gusmão da guerrilha à presidência

Foto Daqui

São dez anos que marcaram a radical transformação do território, que passou de antiga domínio colonial português a província indonésia e, finalmente, a nação independente. Figura central deste período é Xanana Gusmão, libertado das prisões de Jacarta a 7 de Setembro de 1999, uma semana após o referendo que abriu caminho ao novo Estado. Filho de luso-timorenses, viveu todas as metamorfoses políticas e sociais por que passou Timor-Leste, vivendo ele próprio várias transformações. Uma década após a libertação do “herói da resistência”, Xanana é chefe de um Governo sob o fogo da oposição.

1946-1974
Timor-Leste é um território quase tranquilo na época, mas que terá algumas perturbações internas nos anos 50 e 60. É nesta altura que vão surgir os primeiros grupos partidários da independência.

Uma juventude timorense

A longa marcha do guerrilheiro

Surgem os grupos políticos, estando Xanana associado à Fretilin – que advoga a independência. A situação interna radicaliza-se: é a guerra civil que opõe principalmente Fretilin e UDT, a que se segue a invasão indonésia, em Dezembro de 1975. A Fretilin e parte da população procuram refúgio nas montanhas; principia a longa resistência em que Xanana, após a morte de uma série de dirigentes da Fretilin, entre eles o seu presidente, Nicolau Lobato, acaba por assumir a liderança. “De um grupo de quase 50 mil guerrilheiros, estávamos reduzidos a 700”, dirá mais tarde. Nos anos 80, Xanana despartidariza a guerrilha e participa na criação de uma frente política, o Conselho Nacional de Resistência Maubere. O massacre do cemitério de Santa Cruz, a 12 de Novembro de 1991, em Díli, e a captura de Xanana, também na capital timorense, a 20 de Novembro do ano seguinte – num momento em que a guerrilha se encontrava extremamente fragilizada – vão marcar uma nova etapa do conflito. Timor-Leste nunca mais deixará de ser notícia nos media internacionais.

Artigo completo AQUI
Advertisements

One comment

  1. “A longa marcha do guerrilheiro”

    Esta foi sim uma grande marcha! A marcha pela libertacao nacional de Timor Leste. Uma marcha acompanhada por todo um povo e mais.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: