O português é agora menos popular do que o sueco?

Isto é de um dicionário que ainda não existe – A imagem abaixo é a minha criação.


Escrevi esta carta aos embaixadores de Portugal e Brasil na Indonésia para queixar-me acerca disso.

Exmos. Senhores,

Estive em tránsito em Jacarta em caminho para Timor-Leste em Fevreiro deste ano, mas infelizmente não teve a oportunidade de passar mais tempo lá, e entrar em contacto com as suas embaixadas.

É muito lamentável que ainda não há um dicionário português-indonésio nem dicionário indonésio-português. Portugal restaurou as relações diplomáticas com a Indonésia há quase dez anos, e de qualquer maneira, o Brasil sempre manteve estas relações apesar da ocupação de Timor Leste. Embora o apoio de Portugal e Brasil à língua portuguesa em Timor Leste seja louvável, é importante que estes esforços não sejam confinados só àquele país.

O editor Gramedia na Indonésia já publicou muitos livros para aprender o espanhol, que é uma língua semelhante ao português,

e há agora mesmo um dicionário sueco-indonésio, apesar do pouco interês na aprendizagem da língua sueca na Europa, sem falar da Ásia!

Quando vistei a Embaixada Indonésia em Lisboa em 2005, o então Conselheiro Político, Sr. Achmad Gozali disse-me que houve discussões entre Gramedia e a Universidade Católica Portuguesa acerca da compilação de um dicionário português-indonésio, mas ainda não há tal publicação. Presentou-me com um livro de frases portugueses em indonésio que compilou em colaboração com alguns colegas portugueses.

A propósito da proposta de um canal ‘TV CPLP’, sugeriria que ofrecesse a legendagem em indonésio, e outras línguas asiáticas, para fazer a programação accessível a uma audiência lusófona.

Com os meus melhores cumprimentos

Ken Westmoreland

Anúncios

4 comentários

  1. Caro Ken,

    Ora ai esta (mais uma) ideia genial, ja pensada ha algum tempo, mas que ninguem poe em pratica. Ha um livro de frases portugues-indonesio de uma editora indonesia (a venda em Timor) e um timorense fez o mesmo em 2004. Mas o kamus ninguem se lembra de fazer (parece que nos anos 70 os indonesios fizeram, mas ja nao ha edicoes), o que e ridiculo quando os primeiros dicionarios de malaio-lingua estrangeira foram de malaio-portugues (assim como japones e outras linguas asiaticas).
    Ja falei com imensos responsaveis portugueses sobre o uso do indonesio para aprender portugues, mas ainda olham de lado para a ideia (nao todos!), como se a Indonesia e a lingua indonesia continuassem a ser “um bicho”, quando ate tem imensas palavras de origem portuguesa.
    Um dicionario de portugues-indonesio e vice-versa poderia ajudar os timorenses (sobretudo a geracao dos 20-40 anos que estudou em indonesio) a aprender portugues e a alargar o uso da lingua de Camoes pela Indonesia (e mais alem…).
    Aprendi a falar indonesio e tetum, mas ainda hoje sou olhada com estranheza e desconfianca pelos meus compatriotas (portugueses) e por vezes sinto-me constrangida em falar indonesio ou tetum com timorenses frente a portugueses, porque olham para mim e para outros na mesma situacao como se cometesse um crime de lesa-majestade. Quando o dominio das duas linguas permite mais facilmente estabelecer contacto com timorenses, remover barreiras e mesmo introduzir o portugues, sobretudo quando se trata de termos academicos/cientificos, para os quais sei a traducao directa do indonesio para o portugues.
    Nao sou professora nem linguista, mas julgo que os professores de portugues deveriam munir-se de alguns materiais indonesios para ensinar o portugues em Timor (e na Indonesia, abrangendo tambem as centenas de timorenses que tiram os seus cursos la). Mas para isso era preciso tambem um dicionario.
    Fico ansiosamente a aguardar, porque tambem para mim e dificil as vezes perceber algumas palavras indonesias. So tenho kamus indonesia-inggris e as vezes tenho de usar tambem o ingles-portugues para perceber uma palavra. E nao e justo que os meus colegas coreanos, suecos e ate dinamarqueses pudessem andar so com dois dicionarios na mala enquanto eu andava com quatro quando estudava indonesio. Mas depois ficavam perplexos quando eu, mesmo sem dicionario, sabia o que queria dizer “mentega”, “algojo”, “lelan”,”bendera” ou “keju”. E o mesmo se passaria com 220 lusofalantes…
    Margarida Goncalves

    Gostar

  2. Muto obrigado, Margarida! Infelizmente, há muitos portugueses em autoridade que têm esta atitude, como têm os timorenses lusificados.

    Se o Instituto Camões quiser aumentar as suas actividades na Indonésia, deve dissociar-se disto. Como pode promover a língua portuguesa na Indonésia quando há líderes timorenses que falam dos docentes universidades indonésias como <>sarjana supermi<>, que descrevem o indonésio como ‘a língua de asnos’?

    Gostar

  3. Cheguei a incendiar peluches made in Indonesia. Desprezava a Indonesia e os indonesios, sem nunca ter percebido muito bem quem eram. Mas tinha 15 anos…
    Apaixonei-me por Timor mas percebi que so comecaria a entender verdadeiramente o pais quando entendesse a Indonesia. E assim foi. Agora, so desprezo Suharto e a sua corja de generais.
    Mas depois de mergulhar em algumas das culturas indonesias, descobri que o pais nao e nada aquilo que a propaganda dos anos 90 me fazia acreditar. E que essa propaganda (compreensivel em dada altura) eh actualmente uma afronta aos marinheiros portugueses que celebraram tratados em Sunda Kelapa, com os Bataks, cantaram com os habitantes de Manado, rezaram com os das Flores, Ende,Solor, Alor e Rote e deixaram descendencia desde o Aceh ate Ambon. O Fernao Mendes Pinto nao descreve estes povos com a mesma espuma enraivecida que a maioria dos portugueses da actualidade. E hoje em dia, na sociedade de informacao que vivemos, acho inadmissivel.
    MG

    Gostar

  4. caro amigo.concordo com vc.tenho um namorado indonesio,lindo cm o nascer do sol.mais ele fala muito mal o portunhol eu muito mal o indonesio.so falar aku cinta padamu,salamat sore,salamat pagui,aku dan dirimu,apa kabar?,etc.é loogico k n me ajuda muito!!!tenho um cd k ele me deu, com mais ou menos 500 musicas da indonesia sao lindas musicas,e varias carregadas de emoçao e sentimento ,k ouço todos os dias. algumas ja to aprendendo a cantar,mais so entendo uma palavra ou outra.agora com um programa chamado roseta stone to aprendendo a falar indonesio.é um programa muito bom mas eu aprenderia mais rapido s tivesse uma dicionario de portugues-indonesio,indonesio-portugues.sou grata por vc falar sobre um problema k prejudica varias pessoas!!!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: